Estudo Longevidade

Introdução

Para EUKANUBA®, é importante compreender os cuidados necessários para longevidade de nossos companheiros caninos, por isso se compromete a compreender o impacto potencial da nutrição sobre o envelhecimento dos cães de estimação, levando em consideração que influências ambientais, como condições de vida, assistência médica, atividade física e nutrição podem influir potencialmente sobre a longevidade.

Por isso, em 2004, EUKANUBA® iniciou no Centro de saúde e nutrição animal, em Dayton, Ohio, um estudo observacional de alimentação, com duração de 10 anos, para avaliar o envelhecimento e a longevidade em cães quando são alimentados continuamente com uma dieta baseada na matriz nutricional de EUKANUBA®. Neste resumo apresentamos apenas os resultados do grupo 1, que compreende em 39 cães da raça Labrador Retriever adultos (12 machos e 27 fêmeas) com idade média de 6,7 anos. O estudo do grupo 2 ainda não foi concluído e, por isso, não foi incluído neste resumo.

Cuidado Adequado

EUKANUBA® se compromete com a guarda cuidadosa e responsável dos cães confiados aos nossos cuidados durante o “ESTUDO VIDA LONGA”. Os cuidadores ajudam a esses cães a terem uma vida saudável e equilibrada como outros cães em lares de todo o mundo. Asseguramos que eles se sintam felizes e saudáveis ao longo de toda sua vida, graças a uma atenção dedicada em áreas como assistência médica, ambiente, entretenimento, socialização, atividade física e cuidados de beleza.

Cuidado Adequado

  • Foi desenvolvido um plano de assistência médica preventiva que cumpriam ou superavam as normas da ASSISTÊNCIA MÉDICA PREVENTIVA CANINA da American Animal Hospital Association (AAHA) e da American Veterinary Medical Association (AVMA).
  • A equipe de cuidado animal, controla diariamente o estado geral de saúde de cada cão.
  • Todos os cães receberam tratamento mensal preventivo contra dirofilariose (parasita do coração), pulgas e carrapatos.
  • Foram realizados exames físicos de rotina a cada ano e uma amostra de sangue foi coletada a cada 6 meses para a realização de uma avaliação clínica padrão (bioquímica sérica, hemograma completo e função da tireóide).
  • Anualmente, foram realizados exames de fezes para detecção de parasitas intestinais e exame de sangue para controle de dirofilariose.
  • Os cães seguiram o protocolo de vacinação recomendado pela AAHA e AVMA, assim como vacinas adicionais segundo avaliação de riscos.
  • Avaliações da condição oral foram feitas anualmente e a profilaxia oral (prevenção da formação do tártaro e outras afecções orais) foi realizada a critério do pesquisador responsável.
  • As enfermidades médicas foram tratadas pela equipe de médicos veterinários seguindo protocolos veterinários padronizados. Mesmo assim, situações mais graves médica, ambiente, entretenimento, socialização, atividade física e cuidados de beleza.

Ambiente

  • Os cães foram acomodados sozinhos ou em duplas em canis cobertos (interior) conectados a terraços ao ar livre (exterior).
  • Os animais tiveram livre acesso ao terraço ao longo do dia.
  • A temperatura interior do canil se mantia em aproximadamente a 22°c (72°f) com humidade relativa do ar de 50%.
  • O fluxo de ar variava entre 10 a 15 rajadas de ar fresco por hora. Os espaços internos e externos foram limpos e higienizados regularmente.

Entretenimento / Socialização / Atividade Física / Cuidados de Beleza

  • Diariamente, todos os cães desenvolviam atividades de socialização (20 minutos) com um especialista em bem-estar animal qualificado e atividade física supervisionada, ao ar livre (mínimo 30 minutos), em terraços de exercício, com grupos de 3 a 6 cães socialmente compatíveis.
  • Os terraços de exercício possuíam equipamentos de entretenimento como circuitos de agility, piscinas infantis e outras variedades de brinquedos para cães em áreas com sombra.
  • Também são mantidos brinquedos caninos dentro dos canis.
  • Cada cão foi cuidado a cada 2 semanas (escovação, corte de unhas, exame de ectoparasitos ou lesões cutâneas), com banhados a cada 3 meses.

Detalhes do Estudo

  • Os cães foram alimentados com uma dieta baseada na matriz nutricional de EUKANUBA®, composta por tecnologias nutricionais que auxiliam em uma melhor saúde e bem-estar dos cães adultos e sêniores (tabela 2).
  • A fórmula EUKANUBA® incorporou o uso de fontes de proteína de origem animal como principal ingrediente, uma proporção particular de ácidos graxos ômega-6 e ômega-3, uma mistura de carboidratos de fontes múltiplas, níveis enriquecidos de antioxidantes, uma mescla de fibras especializadas e um agente que auxilia na redução da formação do tártaro dental.
  • Duas dietas foram testadas, uma contendo com adição de um carboidrato especial para avaliar a hipótese de restrição calórica e outra sem.
  • A porção diária de alimento para cada cão, se baseou na quantidade alimento ideal necessária para manter cada cão dentro do índice corporal ótimo. Ao longo do estudo, o peso corporal foi medido semanalmente, e a pontuação da condição corporal (PCC) foi avaliada trimestralmente por examinadores qualificados que usaram uma escala de 5 pontos. A porção diária de cada cão foi estabelecida e não era alterada, exceto quando justificado por uma mudança no seu PCC trimestral. A ração diária de alimento de cada cão foi ajustada para manter o PCC de cada indivíduo entre 2 e 4, com um ideal representado por 3.

TABELA 2: COMPOSIÇÃO GERAL DE INGREDIENTES E NUTRIENTES DA DIETA EUKANUBA¹ UTILIZADA NO ESTUDO

  • A dieta do estudo foi formulada para representar EUKANUBA® sobre a base de um alimento seco para cães adequada para cães adultos e sêniores.
  • Farinha de subprodutos de frango.
  • Fruto-Oligossacarídeo.
  • Hexametafosfato.
  • A suplementação de cromo em forma de picolinato de cromo foi originalmente parte da dieta. Excluído da dieta depois de 31 meses.
  • Inclui-se um carboidrato especial (0,10%) na matriz da dieta para 19 cães.
  • A composição de nutrientes corresponde aos resultados analíticos reais de laboratório expressos em base a “como é servido” (análise do produto final).
  • Energia Bruta.
  • Proporção de ácidos graxos ômega 6 e ômega 3.

Foram analisadas medições da composição corporal de massa magra, gordura, densidade mineral óssea e conteúdo mineral ósseo antes do início do estudo e logo anualmente através de absorciometría de raios X de dupla energia (DEXA). Foram feitas avaliações de fragilidade e qualidade de vida geral de cada cão. As avaliações de qualidade de vida foram realizadas por cuidadores, técnicos veterinários e pesquisadores veterinários usando uma escala Likert de 10 pontos para avaliar a ingestão de alimento/água (fome/sede), dor/mal-estar, mobilidade, higiene, felicidade e quantidade de “dias bons”.

Resultados

  • Não foram detectadas diferenças significativas nos parâmetros medidos nos cães que receberam a dieta do estudo EUKANUBA® com o aditivo nutricional e dos cães que receberam a dieta sem o aditivo nutricional. Por isso, os resultados foram agrupados para essa análise.
  • Na ocasião da redação deste resumo do estudo, parte do grupo ainda continua em estudo.
  • Foram definidas 3 categorias de longevidade com base na idade ao momento do fechamento do estudo: vida normal, vida longa e vida excepcionalmente longa.
  • Não houve diferenças significativas na ingestão de alimento entre essas 3 categorias de longevidade. Isso era esperado levando em consideração que a porção diária de alimento era controlada estritamente com base nas avaliações trimestrais do PCC. Também não houve diferenças estatisticamente significativas no PCC ao longo do tempo entre as diferentes categorias de longevidade.
  • A gordura corporal total (g) aumento em cada categoria até os 13 anos de idade, entretanto o aumento foi significativamente mais lento nos cães de vida longa que nos cães normais. Além disso, o índice de aumento do percentual de gordura corporal ao longo do tempo foi mais lento nos cães com vida longa e vida excepcionalmente longa, assim como a redução do percentual de tecido magro ao longo do tempo.
  • 90% dos animais viveram além da expectativa média de vida do labrador (12 anos), sendo que 28% dos animais ultrapassaram os 15 anos de idade.
  • A idade média dos cães durante o estudo foi de 14,1 anos.

Discussão

Os fatores ambientais, como nutrição, cuidado e ambiente podem influenciar para um envelhecimento e longevidade satisfatórios. O presente estudo foi o primeiro a incorporar os componentes nutricionais de EUKANUBA dentro de uma fórmula única e investigar a saúde corporal geral, o bem-estar, o envelhecimento e a longevidade em cães alimentados exclusivamente com uma única fonte de nutrição por um período tão prolongado.

Entre os componentes nutricionais chave da matriz do alimento EUKANUBA usada no estudo que se acredita impactar beneficamente a saúde e bem-estar do cão, podemos destacar:

  • Fontes proteicas de origem animal que acreditamos que contenham um balanço de aminoácidos essenciais superior aos provenientes de fontes de proteína vegetal;
  • Uma particular proporção entre ácidos graxos ômega 6 e ômega 3 que acreditamos que aporta benefícios para todo o corpo do animal ao moderar o processo inflamatório, combatendo os efeitos do envelhecimento à medida que melhora a condição da pele e do pelo;
  • Mistura balanceada de carboidratos alimentares que modera o metabolismo da glicose e promove energia;
  • L-Carnitina para prover benefícios adicionais de cuidado com o peso graças a seu papel na utilização e metabolismo da energia;
  • Níveis enriquecidos de vitamina E e β-Caroteno que auxiliam a reverter as mudanças do sistema imune que estão associadas com a idade;
  • Fibra moderadamente fermentável (polpa de beterraba) para promover a saúde digestiva e uma ótima digestão;
  • Prebiótico: fruto-oligossacarídeo (FOS) que oferece benefícios digestivos adicionais sendo um substrato de energia alternativo para a flora intestinal benéfica;
  • Uso de polifosfatos no alimento para auxiliar na redução da formação do tártaro, o que ajuda a melhorar a saúde oral geral do animal.